Pular para o conteúdo principal

MST | “O estado de terror do MST”

MST | Depoimentos obtidos por Crusoé e relatos colhidos pela Comissão Parlamentar de Inquérito revelam que muitos brasileiros que em algum momento aderiram ao MST hoje vivem sob um estado de terror e à margem da lei, em que abusos são recorrentes. Há casos de famílias expulsas de suas terras e de casas derrubadas ou entregues para outras pessoas.
• 01 de setembro de 2023 | MST
| Foto: Digulgação

A violência física, pressão psicológica, tiros de armas de fogo e brutalidade são constantes na vida dos assentados que em algum momento ousaram questinar as ordens do MST.

“Domingas Neves de Jesus, de 41 anos, viveu por 13 anos em um assentamento do MST, até ser expulsa de sua propriedade. As ameaças começaram quando ela deu entrada na documentação para conseguir o título de domínio. ‘Eles passavam soltando fogos, bombas e dando tiros na frente da minha casa, isso acontecia de noite, tanto que a gente teve que sair de dentro da casa de noite e dormir fora com medo de eles atacarem a gente’, contou Domingas.”

“Com medo dos fogos e tiros, Domingas pegou suas coisas no começo do ano e foi para a casa do filho, no município de Teixeira de Freitas. Nesse mesmo dia, a casa construída com muito suor foi derrubada a mando dos líderes do MST. ‘O pessoal mandou foto para mim mostrando que minha casa estava derrubada. Deixei minhas criações, transformador, tinham algumas coisas dentro de casa ainda (…) Eles não deixaram eu pegar mais nada e colocaram outra pessoa no meu lote’, relatou Domingas.”...

*Reportagem completa na Revista Crusoé

| Fonte: Revista Crusoé / O Antagonista

| Open.blog.br © simplesmente tudo.
| OpenBrasil.org © conecte-se com o mundo.


OpenBrasil.org | Conecte-se, é fácil e muito útil.